quinta-feira, 24 de abril de 2008

Berserker

Deuses! Como nunca pensei em falar sobre essa classe de loucos? Meu personagem favorito para RPGs, MMORPGs e outros jogos; também, quem não gosta de bater, destruir reinos, fazer churrasco de wyverns, tirar braço-de-ferro com gigantes e ainda jantar no inferno?

A classe guerreira berserker é lembrada e cultuada até hoje pela sua enorme força e agressividade dentro dos campos de batalha. Devotos de Odin, eram famosos por lutarem sem qualquer tipo de armadura, utilizando apenas machados (armas que não possuem defesa, como uma espada) e se atirando ferozmente para cima de qualquer oponente. A palavra "berserker", que originou o berserk no Inglês, possui dois significados aparentes: "pele de urso", ou ainda "camisa de urso", e "sem camisa", ou ainda "camisa simples". Apesar de parecerem incoerentes essas significações, as duas podem ser plausíveis, pois os berserkers eram ligados à natureza e aos animais, principalmente aos lobos e aos ursos. Estando sem camisa durante as batalhas, era como se fossem animais livres para o combate.

Na sociedade Viking, os berserkers eram admirados, respeitados e requisitados como mercenários, piratas e até soldados reais. Eram o que havia de melhor entre os guerreiros, já que eram valorosos e se serviam de estratégia no combate. Entretanto não eram todos que aplaudiam as ações dos berserkers, fazendeiros, artesãos e outros proprietários de pequenas terras os temiam. Para eles esses guerreiros representavam a loucura e a perversão sexual, por isso preferiam se manter longe deles. De fato os Berserkers eram psicologicamente instáveis, em vários relatos, como na Saga de Egil, é provado que eles não conseguiam se controlar fora do campo de batalha. Egil, por exemplo, matou a criada após ter um acesso de raiva sem motivo aparente.

Muitos historiadores tentaram explicar o motivo desses acessos de fúria. Os botânicos a princípio afirmaram que esse estado de fúria implacável era atingido através da ingestão de uma planta que servia de especiaria em bebidas alcoólicas. O problema era que essa planta aumentava a dor de cabeça durante a ressaca. Em 1784, o sueco Samuel Ödman afirmou que eles na verdade ingeriam cogumelos alucinógenos antes dos combates; Ödman baseou sua teoria nos cogumelos Fly acaris utilizados por xamãs siberianos.

Em 2004, um programa da televisão britânica, fez um teste com a planta alcoólica e o cogumelo alucinógeno. Infelizmente isso só provou que ambos causavam diminuição na agilidade e na força, acarretando em enjôos e vômito. Foi então aceito que na verdade apenas o psicológico desses berserkers era suficiente para que entrassem no estado frenético; isso poderia ser uma tática para intimidar os oponentes. Por essa possível tática de guerra, que pode ser rotulada até de "suicida", que os berserkers marcaram a história.

Outra explicação sobre esse frenesi diz que através de possessão espiritual, o berserker poderia se tornar um animal. Na religião Viking, a hamr de um ser humano poderia se transformar em um animal! Muitas histórias sobre berserkers falam que alguns deles se tornavam ursos no campo de batalha, enquanto seu corpo verdadeiro poderia repousar em casa.

Hoje é possível achar vestígios do acesso de raiva típico dos berserkes em várias culturas e livros. Um exemplo é a Ilíada, onde os guerreiros são "possuídos" pelos deuses, recebendo assim poderes sobre-humanos.

Talvez berserker e viking mais famoso da história seja Egil Skallagrímsson. Sua vida foi contada no livro Egil Saga, supostamente o maior épico islandês já escrito. Para os mais interessados, aqui vão as recomendações:

Sobre Egil Skallagrímsson

Até o próximo episódio!

4 comentários:

Heron disse...

O problema é que nunca existiram Berserkers, existiam sim guerreiros em furia no frenesi da batalha, mas isso era normal...

Anônimo disse...

O que o Heron quis dizer é que não havia relatos de guerreiros nudistas locos por sangue e sim que eles estavam vestidos _l_ Berserker rulez

Estudantes disse...

Adorei o tópico. Hoje em dia nao se fala muito sobre os Bersekers, é interessante conhecer a historia do famos "Berserker Mode' dos games.

Valaski disse...

Berserkers não eram animais irracionais , como nas lendas e relatos contam eles lutavam sem medo e com toda a sua fúria , porem estes não corriam para uma morte certa e também armavam estratégias de combate "nada lá muito complicado" e sim eles usavam vestimentas inferiores desde a tanga de texugo clássica para quem pensa num bárbaro sanguinário até mesmo calças com proteção de placas "cara se eu lutasse pelado num pais nórdico incrivelmente frio a minha mãe entraria em Berserk porque não botei um casaquinho kk"