sexta-feira, 3 de agosto de 2007

O Hobbit

Após a trilogia de Philip Pullman, vamos falar sobre o grande autor da trilogia mais famoso no mundo, o mestre J. R. R. Tolkien. Senhor dos Anéis é talvez o melhor escritor de fantasia que já existiu, mas sou suspeito para afirmar isso, pois é um dos meus escritores favoritos (perdendo talvez para Michael Ende). Para dar mais foco em Senhor dos Anéis, vamos começar falando do livro que o antecedeu: O Hobbit.

"Num buraco na terra vivia um hobbit"

John Ronald Reuel Tolkien, professor de literatura em Oxford, deu "início ao início" da sua obra máxima por um acaso. Essa frase escrita por ele, enquanto corrigia algumas redações dos seus alunos, foi o pontapé inicial para O Hobbit, que começou a ser escrito dois anos depois. Em 1937 é publicado o livro que marca a saga dos hobbits na mítica Terra Média.

A história fala sobre Bilbo Bolseiro, um pacato cidadão do Condado, que certo dia é visitado por Gandalf, o Cinzento, e mais treze anões: sendo um deles Thorin Escudo de Carvalho, descendente dos reis que governaram Erebor, a Montanha Solitária. Com eles então partiu, em busca das grandes riquezas acumuladas pelos anões, mas roubadas por Smaug, o dragão que habitava a Montanha Solitária. Um "acidente" no desenrolar da aventura acaba por se mostrar muito importante no final das contas. Durante a travessia nas Montanhas Sombrias até as Terras Ermas, o grupo é assaltado, e levado às profundezas das montanhas, por orcs; acontece então que Bilbo, ao se perder dos outros, tateia o chão e encontra um anel. Porém Bilbo só vê a importância do anel quando, depois de um jogo de charadas com uma "criaturinha repugnante" chamada Gollum, este entra sem querer em seu dedo e assim lhe confere o poder de invisibilidade. Com o auxílio do anel ele escapa dos túneis-orcs e reencontra seus companheiros.

Depois de algumas pequenas aventuras (contando com o encontro com Beorn), o grupo é preso pelos elfos, enquanto percorre a Floresta das Trevas. Com o anel, Bilbo consegue escapar e libertar os anões. Todos partem para Esgaroth, a Cidade do Lago, e de lá rumam para a Montanha Solitária, onde o dragão repousa. Durante algum tempo, Bilbo apenas examina o que sobrou dos salões que abrigam os tesouros (e o dragão). Em um desses exames, o hobbit descobre o ponto fraco do dragão e comunica isso aos anões; porém um tordo, que falava e compreendia a língua dos homens, ouve essa informação. Esse tordo então avisa Bard, um dos capitães da Cidade do Lago, que acaba por matar Smaug em uma das suas investidas à cidade.

Com o dragão derrotado, os tesouros dos anões estavam a mercê de qualquer um, homem ou elfo, que os quisesse. Assim, logo se reuni um exército elfo e humano para resgatar o tesouro perdido, ignorando o fato de que os anões ainda estavam vivos. É também através dos corvos que os anões ficam sabendo o que se passa e, por isso, decidem chamar os seus familiares mais próximos para os acudir: os anões das Colinas de Ferro. Dias depois, ficam sabendo, por Gandalf, que um exército de orcs e wargs estava se dirigindo para o local. Seria travada então a Batalha dos Cinco Exércitos; batalha ganha pelos humanos, elfos e anões.

No final desta batalha, Bilbo regressa a sua toca, com uma pequena parte do tesouro, uma sacola de prata e outra de ouro, e um anel que mudaria sua vida. É assim que vemos a transformação do acomodado Bilbo, para o corajoso hobbit que enfrentou trolls, orcs e até um dragão. A felicidade que Bilbo obtera através dessa longa jornada, não se resumiu apenas em tesouros e riquezas, mas na experiência e nas histórias que pode contar para todos jovens hobbits do Condado (incluindo seu sobrinho Frodo).

O ritmo da narrativa não é tão intenso quanto Senhor dos Anéis ou Silmarillion, mas a mágica típica de livros de contos de fada te conduz pelas páginas do livro. Recomendando para aqueles que gostariam de saber mais sobre a origem do Anel e sobre as aventuras de Bilbo. Dá-lhe Tolkien!

2 comentários:

maribinha disse...

Eu ainda vou ler o Hobbit! Prometo!

:*

willian s. disse...

Eu ainda vou admirar o Tolkien! Prometo!

:*